Início

Hospedeiros participam de confraternização, em agradecimento pela acolhida aos encontristas

Se, durante a intensa programação do VI Encontro Nacional da Juventude Notre Dame – que reuniu, em Passo Fundo (RS), mais de 700 adolescentes matriculados em instituições de ensino que integram a Rede de Educação Notre Dame -, amizades nasceram, antigos laços foram estreitados, a doação foi exercitada, as culturas aproximaram-se, a espiritualidade foi intensificada e a aprendizagem foi fortalecida, muito deve-se às famílias que hospedaram os encontristas, entre 07 e 10 de setembro.

Ao todo, as de 150 estudantes do Colégio Notre Dame e da Escola Notre Dame Menino Jesus abriram as portas dos seus lares, e também seus corações, para recepcionar, pelo menos, 350 jovens brasilienses, cariocas e paulistas. Por isso, menos de um mês após Encontro, as instituições de ensino convidaram-nas para um coquetel, pelo meio do qual agradeceram-nas pela disponibilidade, pela recepção calorosa e pela supervisão afetuosa.

Agradecimento às famílias hospedeiras (1)Antes da confraternização, na qual compartilharam relatos saudosos sobre o seu primeiro contato, sobre o convívio com os adolescentes e sobre o intercâmbio cultural, contudo, os convidados foram recepcionados, nos auditórios dos educandários, pelas direções escolares e por membros da comissão organizadora da sexta edição do evento. Ali, assistiram a um teaser do vídeo que documenta as diferentes atividades realizadas nos quatro dias do Encontro e foram presenteados com lembrança fotográfica do evento.

Agradecimento às famílias hospedeiras (4)Para a mãe de estudante da Escola Notre Dame Menino Jesus, que hospedou três cariocas, Cristine Dadia Lago, a exibição possibilitou que ela pudesse ter real noção daquilo que apenas imaginava, graças aos comentários das adolescentes. “Pude perceber que aconteceram momentos fantásticos de convívio e de conhecimento”, comenta, ressaltando o grande valor da troca cultural possibilitada pelo Encontro Nacional, além dos espaços onde as atividades ocorreram. “Desde o momento em que elas entraram para a nossa família, fizeram parte do nosso dia-a-dia, transmitindo muita energia, partilhando conosco os seus hábitos e experimentando os nossos. Assim, todos valorizamos o diferente”, festejou.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *